Início > Brasil, Comportamento do Consumidor, Eventos, Marketing, Pesquisa de Mercado > A PARADA GAY É UM GRANDE NEGÓCIO

A PARADA GAY É UM GRANDE NEGÓCIO

Já faz algum tempo que escrevi aqui no PRAGMA que o potencial de consumo do público LGBT – composto por homossexuais e simpatizantes – é muito grande, porém pouco explorado aqui no Brasil – em grande parte por puro preconceito, e muito por desconhecimento também. Pois bem, é hora de olhar com novos – e mercadológicos – olhos esse segmento de consumidores por ocasião da Parada do Orgulho LGBT, que ocorrerá nesse domingo em São Paulo.

Artigo publicado na capa da edição de fim de semana do periódico Brasil Econômico informa que a Parada do Orgulho LGBT deve injetar cerca de 200 milhões de reais na economia paulistana, tornando-se assim o segundo evento mais importante do calendário turístico da cidade – atrás apenas do GP de Fórmula 1 (que movimenta aproximadamente 23o milhões de reais), e à frente de eventos mais badalados e consolidados como a Fórmula Indy, o Salão do Automóvel e a Bienal de São Paulo.

Segundo dados da SP Turis, o evento ocupa o primeiro lugar em número de atração de turistas à cidade: são, aproximadamente, 400 mil turistas que afluem à cidade, em comparação a outros eventos como a Virada Cultural (300 mil turistas), a Bienal do Livro (240 mil) e o Salão do Automóvel (200 mil).

A Parada LGBT tornou-se também o segundo evento mais importante do calendário turístico de São Paulo em termos de audiência, já que o público total que estará envolvido nas atividades será de 3,5 milhões de pessoas – perdendo apenas para a Virada Cultural (com 4 milhões de pessoas), e à frente da festa de réveillon na Paulista (2,4 milhões) e a Bienal do Livro (720 mil pessoas).

O público masculino predomina na Parada LGBT (são 53,3% de homens), que passam em média quatro dias na cidade e gastam 827,61 reais durante a sua estadia. Cerca de 50% do público possui uma renda situada entre 1 a 5 salários-mínimos, e 57% situam-se na faixa etária entre 18 a 24 anos. Além disso, 50,5% concluíram o ensino média e 38% são assalariados.

Apesar disso, o interesse das empresas pelo “pink money” – o dinheiro movimentado pela comunidade gay – ainda é bastante restrito. Muitas empresas ainda tem receio de associar os seus produtos e marcas a esse segmento de consumidores, daí a participação discreta destas durante o evento. Durante a Parada, apenas o McDonald´s irá “envelopar” seus restaurantes na Avenida Paulista com as cores do arco-íris. Além disso, estatais como a Petrobrás e a Caixa Econômica Federal, além de pequenas empresas como a Nagoya Sushi, Cervejaria Germânia e Hotel 155, irão patrocinar o evento.
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: