Início > Agronegócio, Brasil, Estratégia, Relações Internacionais > O CAMPO BRASILEIRO FAZ BONITO

O CAMPO BRASILEIRO FAZ BONITO

Saiu no Estado de S. Paulo desse ultimo domingo uma notícia alvíssara: o Brasil é o terceiro maior exportador agrícola do mundo. De acordo com dados de 2009 recolhidos pela Organização Mundial do Comércio (OMC), o país superou o Canadá, a China e a Argentina, atingindo a cifra de 61,4 bilhões de dólares em exportações de commodities agrícolas no ano passado, ficando atrás apenas dos Estados Unidos (o primeiro do ranking, com 139,97 bilhões de dólares em exportações) e a União Européia (em segundo lugar, com 127,63 bilhões de dólares).

Esse espantoso crescimento foi proporcionado por uma combinação virtuosa de fatores como o aumento da produtividade da lavoura brasileira, um cambio favorável desde 2006, a abundancia de recursos naturais como água, solo e luz, a diversidade de produtos cultivados e o crescimento vertiginoso da demanda por parte da China e dos países do Sudeste Asiático.

É preciso ressaltar que esse aumento da produtividade do campo brasileiro foi proporcionado pela injeção de tecnologia por parte da Embrapa, um exemplo mais do que cabal de que é possível haver empresas estatais eficientes, desde que haja uma cultura que privilegie a inovação, o investimento em Pesquisa e Desenvolvimento e a baixa ingerencia de fatores políticos extra-empresa (o que, diga-se de passagem, também acometeu a Embrapa no início do governo do PT). A Embrapa foi responsável por esse salto tecnológico, que viabilizou um aumento da produtividade de grãos no país da ordem de 4,7% entre 1990 e 2009, a despeito do aumento da área plantada de apenas 1,7%. A lavoura brasileira é uma das mais produtivas do mundo.

Vale lembrar que, apesar de ser a maior agricultura tropical do mundo, o Brasil encontra-se atrás na produção mundial de grãos, dominada por agriculturas em áreas temperadas (leia-se Estados Unidos, União Européia e Canadá).

Os destaques do agronegócio brasileiro são a soja e a pecuária. No primeiro caso, as exportações saltaram de 4,2 bilhões de dólares em 2000 para 17,2 bilhões em 2009. No caso da carne bovina, subiram de 813 milhões em 2000 para 4,2 bilhões em 2009. No segmento carne de frango, saltamos de 735 milhões em 2000 para 5,8 bilhões em 2009. São números para lá de superlativos…

Além disso, o Brasil manteve a sua posição de liderança em produtos tradicionais de nossa pauta agroexportadora, como café, suco de laranja, açúcar, carne bovina e de frango, tabaco e álcool. No caso do café, o país é líder mundial de exportações do produto desde 1860. 80% das exportações mundiais de suco de laranja são realizadas pelo Brasil. Ainda, é vice-líder em soja e milho, e ocupa a quarta posição no ranking exportador de carne suína.

No entanto, para ocupar o primeiro lugar no ranking, o Brasil terá de dar um gigantesco salto não apenas quantitativo, mas também de natureza qualitativa. Questões como restrições sanitárias enfrentadas por alguns produtos brasileiros – especialmente no setor de carnes – terão de ser equacionadas com uma série de medidas conjuntas. Outras como o impacto ambiental (no caso da soja) da produção com a expansão da lavoura para a região amazonica, pegam muita mal nos mercados consumidores norte-americano e europeu, que exploram com maestria esta questão. No caso do etanol, outra grande estrela do nosso agronegócio, além do problema ambiental há também a questão das condições de trabalho para lá de precárias dos trabalhadores dessa lavoura – os conhecidos “bóias-frias” -, quando não raro o uso de mão-de-obra escrava. Além disso, as barreiras protecionistas dos países do Hemisfério Norte e os nossos mais do que conhecidos gargalos de infra-estrutura também impedem que esse salto possa ser dado.

Enfim, há muito o que comemorar, mas também há muito o que fazer. De qualquer maneira, parabéns para o agronegócio brasileiro!
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: