Início > Arte, Cidades, Cinema, Cultura, Dança, Eventos, Música, Rio de Janeiro > CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL FAZ 20 ANOS

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL FAZ 20 ANOS

Taí uma data que esse Escriba que vos fala não poderia deixar de comemorar! Neste mês de outubro, o Centro Cultural Banco do Brasil (carinhosamente conhecido pelos seus frequentadores como CCBB) – um dos espaços mais charmosos e interessantes da Cidade Maravilhosa – faz 20 anos de aniversário. Uma marca que precisa ser muito festejada por toda a população carioca!

Inaugurado em outubro de 1989, o CCBB marcou o início da retomada do até então abandonado Centro da cidade. Durante o dia agitado e frenético, com o vai-e-vem dos executivos engravatados, à noite a região central do Rio de Janeiro era totalmente erma e abandonada, dominada pela população de rua – até hoje bastante presente na paisagem -, e sem qualquer atrativo para uma “esticadinha” – a não ser o sagrado chopinho das sextas-feiras. Pois bem, graças a este espaço proeminente é que a região é hoje uma das mais charmosas e pujantes do ponto de vista cultural – perdendo apenas para a região da Lapa, essa muito mais festeira e dançante…

O CCBB marcou um momento interessante de minha vida, haja visto que ele foi inaugurado um ano após eu entrar na faculdade. Como eu morava no subúrbio e a UFRJ era – e ainda é – na Praia Vermelha, era irresistível flanar algumas horas por aquelas salas e corredores art nouveaux, com bastante mármore, granito e elevadores pantográficos, onde a programação cultural era intensa, variada (cinema, teatro, vídeo, música e artes plásticas) e – o mais importante de tudo – gratuita (ou à preços muito baixos). E, o mais legal disso tudo, é que essas características ainda se mantém ao longo dos anos, a despeito da longevidade do espaço…

Foi justamente lá que eu absorvi muitas informações culturais que forjaram os meus gostos e preferências estéticas posteriores. No cineclube e no cinema, vi muitos longas de Fellini, Greenaway e Cronemberg. No teatro, vi peças maravilhosas e espetáculos de dança inesquecíveis. Também fui testemunha ocular de espetáculos musicais do calibre de um Uakti, um Hermeto Pascoal, e de ritmos como tango, maracatu, samba de raiz, música instrumental, jazz, dentre outros mais. Ou seja, a programação do CCBB consegue aliar o baixo preço com o ecletismo das atrações, isto sem nunca perder de vista a qualidade.

Além disso, um dos espaços mais significativos e queridos para mim era a sua biblioteca. Com um acervo vasto e amplas salas de estudo em grupo envidraçadas – com uma ótima visão do centro da cidade, da Baía de Guanabara e do vai-vem dos aviões no Aeroporto Santos Dumont -, foi lá que passei inúmeras tardes-noites em grupos de estudo com os meus colegas de faculdade. Neste espaço, tomei contato com textos de autores fundamentais em minha formação intelectual como Freud, Foucault, Lacan, Deleuze, Guattari, Wittgenstein, Canguilhem, dentre outros mais. Em suma, devo a esta biblioteca o início de minha caminhada intelectual. Belos tempos passados que inundam a minha mente de saudade e júbilo…

O sucesso é tanto que, desde a sua inauguração, o CCBB atraiu cerca de 36 milhões de visitantes. Só a exposição de Aleijadinho, o mestre do barroco mineiro, recebeu 1 milhão de visitantes em 2006 – cerca de 11 mil visitas por dia. Ou seja, um sucesso!

Neste mês, gostaria de congraçar-me aos festejos, agradecendo e muito este espaço pelo que ele me proporcionou em termos de crescimento intelectual, afetivo e estético. Vida longa ao CCBB!!!!
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: