Início > Brasil, Educação, Ensino Superior > RANKING DO ENSINO SUPERIOR – MEC/IGC 2009

RANKING DO ENSINO SUPERIOR – MEC/IGC 2009

Saiu ontem o ranking de 2009 do Índice Geral de Cursos (IGC) do MEC – indicador que pretende avaliar a qualidade dos cursos superiores de graduação em nosso país. Apesar das ressalvas que já fiz no ano passado sobre o perigo embutido em avaliações dessa natureza, sem sombra de dúvida o IGC é uma ferramenta tanto para os formuladores de políticas públicas educacionais quanto para a população brasileira. Afinal, a pontuação permite que se faça uma separação entre o “trigo” e o “joio”, possibilitando que as famílias tenham transparência de informação na hora de matricular os seus filhos em alguma universidade, centro universitário ou faculdade isolada.

A pontuação do IGC se baseia em dois exames: o Exame Nacional de Desempenho dos Alunos (Enade) – popularmente conhecido como “Provão” – e o Conceito Preliminar de Curso (CPC) – que avalia o projeto pedagógico, o corpo docente da instituição e a infraestrutura de ensino. O IGC divulgado ontem abrange as avaliações realizadas durante o triênio 2006-2007-2008. Dessa maneira, o ranking permite separar as boas universidades das “arapucas dadeiras de diplomas” que existem por aí…

A se destacar o fato de que apenas 1,3% das instituições de ensino superior de nosso país obtiveram grau máximo (nota 5), contra 36,4% que obtiveram uma pontuação insuficiente (notas 1 e 2). Abaixo, segue o ranking nacional:

Universidades:

1) Universidade Federal de São Paulo (Unifesp, 439 pontos, nota 5); 2) Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (RS, 415 pontos, nota 5); 3) Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG, 41o pontos, nota 5); 4) Universidade Federal de Lavras (MG, 405 pontos, nota 5); 5) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (URGS, 402 pontos, nota 5); 6) Universidade Federal do Triângulo Mineiro (MG, 401 pontos, nota 5); 7) Universidade Federal de Viçosa (MG, 398 pontos, nota 5); 8) Universidade Federal de São Carlos (SP, 391 pontos, nota 4); 9) Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, 386 pontos, nota 4); 10) Universidade de Brasília (UnB, 384 pontos, nota 4).

Faculdades e Outras instituições:
1) EBAPE/FGV (RJ, 469 pontos, nota 5); 2) Instituto Tecnológico da Aeronáutica (SP, 468 pontos, nota 5); 3) Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP, 461 pontos, nota 5); 4)Escola Brasileira de Economia e Finanças (RJ, 461 pontos, nota 5); 5) EAESP/FGV (SP, 458 pontos, nota 5); 6) Faculdade de Odotologia São Leopoldo Mandic (SP, 452 pontos, nota 5); 7) Faculdade Ibmec (SP. 440 pontos, nota 5); 8) Faculdade de Economia e Finanças Ibmec (RJ, 433 pontos, nota 5); 9) Instituto Militar de Engenharia (RJ, 428 pontos, nota 5); 10) Instituto Superior de Educação Ivoti (RS, 419 pontos, nota 5).

Em tempo, a USP – diferentemente de outras estaduais como a UERJ – não entrou nesse ranking do IGC, pois a instituição não aderiu voluntariamente ao Enade. Afinal, sendo considerada a primeira universidade da América Latina e do Brasil, estando entre as 100 melhores do mundo segundo rankings internacionais, porque ela haveria de entrar nessa? Afinal, USP é USP, não acham?!?!?!…
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: