Início > Blogsfera, Brasil, Cibercultura, Economia, Política > VOZ DO BRASIL 2.0

VOZ DO BRASIL 2.0

Aproveitando a “quermesse” eleitoreira do pré-sal, eis que entrou hoje no ar o blog do Planalto (http://blog.planalto.gov.br/) – a mais nova tacada de comunicação do governo Lula visando, é claro, as eleições presidenciais do ano que vem…

A primeira vista, trata-se de uma iniciativa louvável. Afinal, Lula e sua assessoria resolveram se render aos poderes sedutores da Web 2.0 e suas ferramentas interativas – os You Tubes, Twitters, Blogs e outras redes sociais virtuais da vida. Louvável é toda e qualquer forma de aproximação com os cidadãos, para além das instâncias representativas de nossas organizações políticas (os partidos políticos, as câmaras de vereadores e assembléias legislativas estaduais, além das câmaras alta e baixa do Congresso Nacional).
Além disso, e para mim o mais importante, é que o uso dessas ferramentas da Web 2.0 incrementa a transparência do governo perante aos seus cidadãos-contribuintes, permitindo que esses possam ter acesso às notícias e iniciativas do Governo Federal em suas mais diferentes áreas de atuação – e nada mais glamuroso do que começar as atividades cibernáuticas em meio a cerimônia de inauguração do marco regulatório do pré-sal.
Tudo isso seria interessantíssimo se tal iniciativa fosse ofuscada por, justamente, aquilo que é a pedra de toque da Web 2.0: a interatividade com o público. Qualquer blogueiro inexperiente sabe – assim como esse Escriba que vos fala – que o grande barato de um blog não é apenas postar as suas idéias a um custo (financeiro) zero, atingindo um maior número de pessoas do que as nossas interações presenciais permitem. Além dessa enorme vantagem, o mais legal disso tudo é a possibilidade de que os visitantes do site possam se expressar por intermédio dos seus comentários.
É claro que existem muitos “pelas-sacos” e “crackers” que estão mais interessados em perturbar o juízo alheio; mas, acreditem, existem vários leitores – leia-se, a grande maioria – que fazem comentários interessantíssimos, quando não indicando outros sites, remetendo sugestões e críticas construtivas que permitem ao blogueiro ter um feedback, em tempo quase real, das opiniões e do mood dos seus leitores. Para mim, sem dúvida alguma, além do barato que é escrever (apesar do trabalho de cão!), é extremamente prazeiroso ler um comentário ou uma crítica bem fundamentada, com conteúdo e consistência, motivado por um post de sua autoria…
Aliás, é bastante frustrante para qualquer blogueiro o baixo índice de comentários nos blogs – excetuando-se os escritos por jornalistas respeitados, ou cuja temática é prá lá de polêmica. Confesso que isso no início me incomodava muito, parecia que as pessoas não estavam nem aí para o que você escrevia – me sentia uma televisão constantemente fora do ar!. Depois, ao colocar o contador no site, percebi que o número de visitas era bem grande, o que claramente indicava que o anonimato é um dos fenômenos mais característicos da cibercultura. Mesmo assim, tenho os meus leitores e comentaristas fiéis, que tornam a minha vida de Escriba mais agradável, menos solitária e mais recompensadora…
Voltando ao tema do post, é de fato notável a ausência de espaço para comentários e manifestações dos leitores no recém-inaugurado blog. Muitos podem dizer que isso poderia abrir um precedente perigoso para que houvesse uma enxurrada de diatribes, insultos e comentários jocosos por parte dos opositores do Presidente Lula. Entretanto, e qualquer blogueiro inexperiente sabe disso, existem ferramentas de controle dos comentários, permitindo uma filtragem de opiniões sensatas e consistentes contra ataques pessoais, xingamentos e outras manifestações de baixo nível. Enfim, tudo isso passou ao largo dos blogueiros do Planalto, que parecem estar mais interessados em criar um blog “chapa branca”, algo na linha de um Pravda ou um Gramma – uma espécie de versão 2.0, reloaded, “moderninha,” da nossa indefectível e intragável A Voz do Brasil
Como temos uma mania incurável de “tropicalizar” o que vem de fora, dada nossa essência macunaímica e antropofágica, parece que os blogueiros do Planalto encontraram inspiração no exemplo da campanha de Barack Obama nas últimas eleições norte-americanas. No entanto, uma inicativa a princípio simpática pode se tornar um grande “tiro pela culatra”, dada a notória irritação da entourage de Lula em relação à opiniões contrárias às suas – é o famoso do tal do stalinismo (“quem não está comigo esta contra mim”), ainda muito presente em determinadas subculturas da esquerda brasileira (leia-se, o Partidão). Lembrem-se da última cúpula da Unasul, na semana passada, onde o nosso valoroso e verborrágico Presidente condenou a transmissão ao vivo das discussões a respeito das bases norte-americanas na Colômbia pela televisão…
Enfim, trata-se de um caso onde a emenda saiu pior que o soneto. Vamos ver se a equipe do blog do Planalto consegue superar a paranóia da monotonia da comunicação unidirecional, tornando a relação com os internautas verdadeiramente interativa e construtiva. Tudo isso é para o bem do país, da democracia e das nossas instituições republicanas…
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: