Início > Brasil, Economia, Educação, Pesquisa de Mercado, Renda, Rio de Janeiro > O FUTURO DO BRASIL ESTÁ NO INTERIOR…

O FUTURO DO BRASIL ESTÁ NO INTERIOR…

Pelo menos é o que se depreende dos dados que constam do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), que foi publicado pelo órgão na semana passada. Segundo o relatório, as cidades de médio e pequeno porte – em especial, as de menos de 300 mil habitantes – foram as que mais se destacaram, apresentando elevadas taxas de crescimento econômico, humano e social. Nada que espante alguém acostumado a viajar por todo esse Brasil, como é o caso desse Escriba que vos fala…

A pesquisa se baseou na coleta de dados referentes à indicadores de emprego, renda, saúde e educação, em um total de 5.559 municípios brasileiros entre os anos de 2000 e 2005. O mais notável na pesquisa é a predominância das cidades de médio porte na liderança do ranking – a quase totalidade dos cem primeiros lugares é ocupada por municípios do interior.

Já as capitais brasileiras apresentaram resultados bem mais discretos, sendo que as mais bem localizadas foram as cidades de Curitiba (72a. posição) e Vitória (82a. posição). Em termos comparativos, São Paulo e Rio de Janeiro estão localizadas logo a seguir, ocupando a 109a. posição e a 157a. posição, respectivamente. Segundo a pesquisa da Firjam, Curitiba, Vitória e São Paulo lideram o ranking entre as capitais, enquanto Porto Velho, Rio Branco e Macapá ocupam o extremo oposto da tabela.
Segundo os dados de 2005, os melhores municípios apontadas pelo relatório são, pela ordem: Indaiatuba, São Caetano do Sul, Jaguariúna, Barueri, Santana de Parnaíba, Bauru, São José do Rio Preto, Araraquara, Atibaia e Gavião Peixoto – a peculiaridade é que todos estão localizados no Estado de São Paulo. Já na lista dos piores, temos os municípios de Juazeiro do Piauí (no Estado do Piauí), Macururé, Cansação e Santa Brígida (os três localizados no Estado da Bahia), e Marajá do Sena, Serrano do Maranhão, Apicum-Açu, Primeira Cruz, Santana do Maranhão e Amapá do Maranhão – todos esses localizados no Estado do Maranhão, que vem a ser a terra do clã Sarney…
No caso específico do Estado do Rio de Janeiro, os dez melhores municípios para se viver são, pela ordem: Macaé, Niterói, Resende, Rio de Janeiro, Porto Real, Rio das Ostras, Volta Redonda, Piraí, Nova Friburgo e – surpreendentemente – Comendador Levy Gasparian. Na ponta de baixo da tabela, os dez piores são: Três Rios, Paty do Alferes, Carmo, Japeri, Belford Roxo, Silva Jardim, Guapimirim, Tanguá e Trajano de Morais – esse último, considerado o pior município do Estado.

Agora, vamos desmembrar um pouco os dados…

1. Quesito emprego e renda: (os dez melhores) – Macaé, Caxias, Itaguaí, Niterói e Rio; (os dez piores) – Trajano de Morais, Cambuci, Paracambi, Porciúncula e Paulo de Frontin.
2. Quesito educação: (os dez melhores) – Italva, Natividade, Santo Antônio de Pádua, Bom Jesus do Itabapoana e Itaperuna – curiosamente, todos localizados no Norte e Noroeste Fluminense; (os dez piores) – Itagauaí, Japeri, Magé, Queimados e São João de Meriti – os quatro últimos são pertencentes à Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio de Janeiro.
3. Quesito saúde: (os dez melhores) – Porciúncula, Piraí, Italva, Porto Real e Barra Mansa; (os dez piores) – Carmo, Belford Roxo, Três Rios, Queimados e Sapucaia.
Como poderia se esperar, a região Nordeste lidera a lista dos 500 piores municípios brasileiros, com cerca de 421 cidades, enquanto que as regiões Sul e Sudeste lideram a lista dos 500 melhores municípios do país. No entanto, os municípios mais dinâmicos em termos de geração de renda, emprego, saúde e educação estão situados no interior do país, em um movimento claro de perda de dinamismo das capitais e de suas regiões metropolitanas.
Em tempos de eleições municipais, vale a pena dar uma olhada nesses indicadores para que possamos decidir o nosso voto. E lembrem-se, nada de trocar o seu voto por um favor qualquer, seja ele eleitoreiro ou espiritual! O nosso país e, principalmente, a sua consciência agradecem!
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: