Início > Brasil, Futebol, Seleção Brasileira > COISAS QUE ACONTECEM NO FUTEBOL…

COISAS QUE ACONTECEM NO FUTEBOL…

Realmente, quanto mais eu assisto futebol, mais me convenço que trata-se de um esporte surpreendente, onde nem sempre a lógica e a razão prevalecem. Aliás, em minha humilde opinião, essa é sua verdadeira graça, pois isto acaba por encantar os seus aficcionados – dentre eles, é claro, esse Escriba que vos fala… e escreve!

Dois lances nessa quarta-feira me chamaram a atenção: um pela beleza, e outro por seu aspecto tragicômico…

O Brasil se classificou hoje para a final da Copa do Mundo de Futebol Feminino na China, com uma vitória maiúscula sobre o nosso arqui-rival, os Estados Unidos. 4 X 0 é um placar acachapante, com um gol contra, um de Cristiane e dois de Marta, a nossa craque abençoada. Pois foi no último gol, por um acaso feito pela Marta, que eu me impressionei…

No quarto gol brasileiro, a Marta deu um drible antológico na zagueira adversária, daqueles de humilhar e de se aplaudir até não aguentar mais. A pintura de jogada – conhecida nos meios futebolísticos com o nome de drible da “roleta” – é semelhante ao drible que o atacante vascaíno Edmundo aplicou na zaga do Manchester United, por ocasião do Mundial de Clubes de 2000, disputado em pleno Maracanã. As duas jogadas – que, diga-se de passagem, resultaram em gols – estão sendo repetidas à exaustão nas redes de TV e nos sites na internet. Assistir as duas jogadas é a prova mais cabal de que, no futebol, é indiscutível que a magia e a criatividade são o que mais importam. Ambas as jogadas são verdadeiras pinturas, pois foram criadas por jogadores muito habilidosos e desprendidos – é impossível não perceber uma ponta de deboche em ambos os lances… E a Seleção Feminina é a prova de que, por enquanto, é possível aliar a criatividade com o futebol de resultados…

O outro lado da moeda é a derrota do Botafogo na Copa Sul-Americana, de 4 X 2 contra a tremenda mulambada que é o time atual do River Plate. O mais dramático é que o time alvi-negro teve o jogo na mão o tempo todo, e foi incompetente na administação do placar. Saiu na frente duas vezes durante o jogo, permitiu o empate também duas vezes, jogou com um a mais durante grande parte da segunda etapa e, aos 47 do segundo tempo, tomou um gol de cabeça de um cara de 1,77 metros, que subiu entre três zagueiros botafoguenses… Resultado: humilhação portenha em pleno Monumental de Nuñez, com o time carioca eliminado do torneio.

Com certeza o tempo vai fechar em General Severiano… Já sei até o roteiro: o Montenegro vai falar algumas besteiras, o Cuca vai pedir demissão, a torcida vai chamar o time de todos os impropérios possíveis – time pipoqueiro, sapato-alto, amarelão, e coisas do gênero! -, e possantes jogadores como Max, Renato Silva, Jorge Henrique, Zé Roberto e Dodô sofrerão grandes críticas… Isso tudo em plena reta final do Campeonato Brasileiro, onde o alvi-negro luta para se classificar para a Copa Libertadores… A pergunta é: com esse time ridículo, que não consegue ganhar nem com um a mais, o clube não consegue passar para a fase seguinte desse torneio… Imagina quando chegar à Libertadores? Vai ser sacode atrás de sacode!

O céu e o inferno, a bonança e a tormenta, a magia e a apatia, a alegria e a tristeza… Como é impressionante o futebol, uma metáfora bastante adequada do jogo da vida…

Abre o teu olho Dunga, porque a Marta vem aí…
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: