Início > Gastronomia, Geral, Restaurantes, Rio de Janeiro, Vinhos > VINHOS E LIVROS: UMA TREMENDA COMBINAÇÃO

VINHOS E LIVROS: UMA TREMENDA COMBINAÇÃO

Saí de casa no domingo com uma tremenda vontade de fazer algo legal. Isso significa um almoço sem pressa acompanhado de um belo vinho rosé, e depois para arrematar um passeio pela Bienal do Livro… Confesso que, para mim, só faltou escutar um rock’n roll…

Primeira dica: abriu na quarta-feira passada no shopping Via Parque (na Barra da Tijuca) uma mega delicatessen, com um mix prá lá de interessante: culinária, vinhos, cafeteria e livraria. O espaço se chama Terrazza Ducale, e é uma verdadeira tentação para quem, como eu, adora uma boa mesa, bons vinhos e uma boa leitura. A loja é dividida em dois andares, e no primeiro pavimento há uma delicatessen com uma oferta variada de embutidos, especiarias e ingredientes para comidinhas interessantes, como risotos, massas e saladas. Como apreciador, comprei alguns pacotes de couscous marroquino – coisa que aprendia a apreciar graças a minha mãe.

Além disso, ainda no primeiro pavimento, há uma cafeteria, com bolos, tortas, doces, salgados irresistíveis – além, é claro, de um bom café expresso italiano Illy – que podem ser degustados acompanhados de revistas nacioonais e estrangeiras dos mais variados tipos e assuntos. Uma delícia…
No mezzanino, abre-se uma bela livraria, com uma seleção interessante de títulos de gastronomia, enologia, artes, moda e arquitetura, além de literatura nacional e estrangeira.
Eu e minha esposa resolvemos almoçar lá, numa simpática varanda iluminada, climatizada e aconchegante. O serviço é atencioso e os garçons são bem preparados, e o interessante é que o cliente pode escolher um vinho na loja e trazê-lo até a mesa – muito legal, em se tratando das opções limitadas e caras que imperam na grande maioria das cartas de vinho dos restaurantes. Como fazia muito calor, escolhi um vinho uruguaio rosé Juan Carrau, um varietal composto por uvas das castas Cabernet Sauvignon, Merlot e Tannat. Fresco, muito aromático, com uma bela tonalidade salmão e um sabor delicado, que combinou bem com as bruschettas que pedimos de entrada…
Após isto, partimos para os pratos. Eu, como já tinha me fartado de pães, fiquei com uma salada de rúcula, presunto de parma e algumas torradinhas de alho. Um prato bastante adequado para quem está algumas arrobas a mais, como é o meu caso… Já minha mulher foi de um ravioli de mussarela de búfula e nozes, com um molho de tomates frescos. Um prato divino, cujo molho suave e aromático combinava perfeitamente com uma massa leve e fresca. De sobremesa, uma mini-tortinha de morango e dois cafés – um ristreto machiatto e um capuccino – muito bem tirados por sinal…
Sentindo-me revigorado, parti para a andança na Bienal do Livro. Mas isso é uma outra estória…
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: