Início > Futebol, Jogos Pan-americanos, Rio de Janeiro > O ESCRIBA NO PAN (PARTE 1): VISITA AO ENGENHÃO

O ESCRIBA NO PAN (PARTE 1): VISITA AO ENGENHÃO

Estamos na última semana dos Jogos Pan-americanos Rio 2007, e nos próximos dias farei algumas considerações sobre os espaços de competição que tive a oportunidade de ir durante os Jogos. Neste primeiro post, faço um breve relato sobre a minha ida ao Estádio Olímpico João Havelange – já batizado carinhosamente pela torcida carioca de Engenhão… Desde já, considero simpaticíssima a alcunha dada a essa nova arena futebolística.
Fui ao estádio logo nos primeiros dias da competição (mais especificamente no dia 15/07, um belíssimo domingo), para assistir a primeira partida do time de futebol masculino contra a poderosíssima seleção de Honduras… O Brasil ganhou de 3 X 0, mas depois todo mundo sabe o que aconteceu: o timeco mascarado formado pelos garotos da sub-17 tomou uma chinelada do Equador em pleno Maracanã lotadin lotadin… (4 X 2). Nem medalha os caras disputaram, e tomaram vaia até dizer chega da galera… (viu Lula, nada pessoal!).

Fui lá com a minha mulher e o meu irmão. Deixei o carro no Norte Shopping, almocei e bebi uns chopes no Bar Devassa, e depois fui andando (muito!) até a arena. Apesar de andar que nem um condenado, deu para ver as obras de melhoria urbana que a Prefeitura realizou nas ruas ao redor do estádio… Ruas com asfalto novo, calçamento 0 km, tudo sinalizado e muito bonito!

Mas, o maior barato, foi ver que a vida típica do subúrbio carioca continua a pleno vapor na Zona Norte da cidade! Tinha de tudo na rua: crianças de colo vestidas com camisas do Brasil, moradores que colocavam suas cadeiras de praia na rua e queimavam uma carne com os vizinhos, a pelada comendo solta no campinho careca perto do estádio, cervejinha gelada vendida nos isopores que os moradores vendiam a fim de ganhar um troquinho, pois afinal todo mundo é filho de Deus, não é?… Enfim, me sinto absolutamente em casa nessas circunstâncias, pois adoro a cultura do futebol e tudo que a cerca! Uma delícia!

Ao chegar lá, a imponência do Estádio é de impressionar! As entradas são divididas em Norte e Sul (arquibancadas laterais) e Leste e Oeste (arquibancadas centrais). Os acessos são amplos, largos e bastante espaçosos. Apesar de cheio, não tive problemas para entrar, e logo me dirigi para o meu setor, que era Ala Oeste nível 4 (lá nas nuvens!)… O único problema é subir pela rampa em caracol: para quem não tem preparo físico vai sofrer! Além de cansado, vai chegar lá com uma puta de uma tonteira… Soluções arquitetônicas típicas da engenharia tupiniquim…

O estádio é fantástico, de arquitetura futurista e arrojada, com uma enorme vantagem: de qualquer lugar onde você esteja, a visão do campo é nítida! Mas, para quem está acostumado ao espaço amplo entre os assentos e o aclive suave da arquibancada do Maracanã, certamente vai tomar um susto com as similares do Engenhão! Apesar de os assentos serem bastante confortáveis, os degraus são íngremes, o aclive é radical e os corredores são bastante apertados! A sensação que tive era a de estar assistindo um jogo na Bombonera -o charmoso e temido estádio do Boca Jrs – tamanha a inclinação do Tobogã. Não aconselho ir nesses lugares se você tem medo de altura, vertigem ou é portador de Síndrome do Pânico…

Como o carioca é um comediante nato, os torcedores já apelidaram esses setores mais ao alto: os degraus são tão longos e íngremes que parecem a escadaria da Igreja da Penha; já o corredores estreitos foram chamados de Corredores da Morte! É mole ?!?! Pura bazófia dos meus concidadãos…

Por ser uma arena construída nos moldes dos estádios da Copa do Mundo, só deve ir para as arquibancadas centrais nos níveis mais altos quem quiser assistir ao jogo sentado. Isso pode parecer loucura, afinal jogo é para se ver sentado! Mas, para quem gosta de acompanhar os jogos em pé ao lado das torcidas organizadas, é muito mais em conta comprar ingressos para as arquibancadas laterais, que são mais espaçosas e com uma inclinação muito suave. Inclusive, em termos de segurança, o espaço de escape é muito grande, o que permite inclusive ter pequenos luxos tais como: levantar da cadeira, passear pelo entorno da arquibancada, tirar umas fotos, apreciar a paisagem, tomar uma cervejinha e assistir ao jogo confortavelmente com uma bela visão do campo.

Os pontos negativos são os mesmos que a imprensa toda já abordou durante os Jogos. A começar pela compra de ingressos, que é um verdadeiro calvário – ou, em bom carioquês, uma ZONA – tanto para quem comprou pela internet ou para quem se arrisca a comprar na hora! O papo é o de sempre: os ingressos estão esgotados, e o que sobra é um verdadeiro tiro no escuro, porque você não tem acesso aos lugares disponíveis em cada lugar! Resultado: você compra o ingresso de lugar marcado, chega no local e se arrebenta, pois te venderam um local lá nas nuvens! O certo deveria ser como em um teatro: você olha na tela do computador os lugares disponíveis, e escolhe os seus assentos por sua conta e risco próprios. Isso é um caso típico de CDC – Código de Defesa do Consumidor!

Outra comédia é a rede de lanchonetes que está operando nas arenas do Pan: só vendem cachorro-frio, cerveja Sol (já não bastava a Itaipava no Maraca, e agora mais essa!) em temperaturas solares e batata-frita de saquinho – tudo isso insosso, frio e muito caro! Aliás, diga-se de passagem, comer nas arenas do Pan é um verdadeiro programa “B.O.”: Bom, só para Otário!

E, para finalizar, tem o gramado, que está bem ruizinho, precisa ser mais bem cuidado…

Apesar dos pesares, o saldo foi extremamente positivo! O estádio é simpaticíssimo – apesar da localização difícil -, muito bonito, confortável, um verdadeiro colírio para os olhos! É inegável o salto de qualidade em termos de arenas e estádios para o futebol carioca e brasileiro! Trata-se de um belo equipamento, e tem tudo para dar certo!

A questão é saber como isso vai ser mantido após o Pan… Os clubes grandes do Rio (Fla, Flu e Botafogo, menos o Vasco porque tem São Januário) estão se movimentando nesse sentido. Vamos torcer para que tudo dê certo!
Esse Escriba virou fã do Engenhão! Voltarei lá mais vezes, toda vez que eu tiver tempo e o jogo for bom de ver…
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: