Início > Música, Rock, Rush > SAIU O NOVO CD DO RUSH !!!

SAIU O NOVO CD DO RUSH !!!

Roqueiros do meu Brasil, tremei! Acabou de sair lá fora o novo CD do power trio canadense Rush, uma das bandas mais entronizadas e cultuadas para qualquer mortal que gosta de rock de altíssima qualidade… O nome do petardo é Snakes and Arrows, e o escriba que vos comenta confessa: já o escutou mais de 20 vezes, em três dias!!!

Desde que me entendo como gente, o Rush faz parte dos meus sonhos de consumo. Afinal, a banda reúne todas as qualidades que considero imprescindíveis para uma excepcional música…

Primeiro, os músicos: Neil Peart (bateria), Alex Lifeson (guitarra) e Geddy Lee (baixo e voz) são simplesmente geniais!!! Quem teve a oportunidade de ver os show dos caras no Brasil sabe o que eu estou dizendo… Para quem não teve esta benção, veja os DVDs dos caras e entre em estado de choque! O Peart é um monstro da bateria; as sonoridades que o Lifeson tira da sua guitarra são inimagináveis, e o Geddy Lee, além de ser a faceta mais pop da banda, é um virtuose do baixo!

Segundo, a química do grupo: nenhum power trio (exceto o Cream) consegue ter uma estrutura tão coesa e um ritmo tão pulsante quanto o Rush. Cada integrante consegue tirar o máximo de sua virtuosidade, sem interferir na sonoridade das composições. Diferentemente do King Crimson (outra banda monstro, em minha opinião), a música do Rush é feita de pequenos detalhes. Ouvir os caras é prestar atenção nestas nuances e variações…sem sair do universo do rock.

Terceiro, a alteridade da obra: qualquer fanático da banda sabe que o Rush, de tempos em tempos, altera as suas composições e sonoridades. Nos idos de 1970, quando a banda começou, era puro rock e folk de inspiração zeppeliniana. Nos anos 1980, o grupo entrou na onda dos sons complexos do rock progressivo (e muitos fãs consideram esta fase com uma das mais felizes do grupo). Da metade dos 1980 em diante, flertou com o pop e a música eletrônica, abusando dos sintetizadores e programações (em minha opinião, uma das fases mais criativas do grupo). E dos anos 1990 em diante, aproveitando a revolução do grunge, a banda voltou a fazer um rock pesado, denso, coeso e bastante cru – é incrível a versatilidade dos caras…

Pois bem, chegamos ao novo trabalho da banda – Snakes and Arrows. É um disco de volta às origens, com muita influência do blues e do rock do final dos anos 1960. Talvez inspirados no último CD, só de covers (Feedback, com músicas do The Who, Cream, entre outros), os violões folk de Lifeson transparecem de sobremaneira, me lembrando muito o Led Zeppelin (principalmente dos álbuns III e The Song Remains The Same), que é uma das grandes inspirações dos caras. Músicas como Workin’ Than Angels, The Way The Wind Blows (uma levada bluesy seguida de um peso de arrepiar!) e Faithless são exemplos disto neste CD.

Mas não pensem que o peso não está presente. Aliás, que escutou o último CD de inéditas da banda (Vapor Trails), sabe que ele conta mais do que nunca nas estruturas musicais da banda. Como exemplos, a faixa de abertura (Far Cry), Armor and Sword, Bravest Face e We Hold On.

Ah, já ia me esquecendo… Têm três instrumentais no CD: The Main Monkey Business, Hope e Malignant Narcissim… Um absurdo! Só ouvindo para crer!

(Desculpem-me os fãs do Dream Theater, mas virtuosismo é a praia do Rush… Que o John Petrucci e o Mike Portnoy me perdoem!)

Enfim… um bálsamo para os ouvidos dos amantes do rock! Corram e comprem já!

Cada vez que eu escuto os caras, mas eu tenho certeza de que vale a pena estar vivo para presenciar esses momentos…
Anúncios
Categorias:Música, Rock, Rush
  1. Anonymous
    junho 1, 2007 às 10:25 am

    José Mauro,
    feliz e oportuno comentário sobre o power trio canadense RUSH.
    Gostaria de saber sua opiniao (talvez algum artigo) sobre o grupo Dire Straits.
    abraços
    Marc

  2. Anonymous
    dezembro 4, 2007 às 11:53 pm

    Jose Mauro,

    Li esse seu comentario sobre o Rush e decidir comprar esse cd. Escuto boa musica desde meus 13-14 anos e esses caras sao realmente surpreendetes… ja cansei de discutir aki em Recife com alguns amigos… Os caras do Dream Theather sao muito bons, mas Rush eh Rush !! Abracos Recifenses

  3. Anonymous
    dezembro 4, 2007 às 11:55 pm

    Comentario acima.

    Raphael Cireno

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: